12 de jan de 2010

Curtição

Curto o que não curto
O que curto, não curto
Culto sou
Pelo curto tempo culto
Oculto no curto espaço
Tempo curto
O tempo passar


Poemeto de autoria: Luciana Tannus

Nenhum comentário: