12 de jan de 2010

Eros

A tua carne enquanto manto
Me cobre, me esquenta, me excita
A tua espada é afiada
Não para a guerra
Me rasga, me fere, me sangra
De pronto me entrego
Sensações estranhas me invadem
E libertas do fundo de minh'alma
O instinto de viver
A libido


Poesia de autoria: Luciana Tannus

Um comentário:

ZezinhoMota disse...

Geralmente quando visito um blogue pela primeira vez. Opino no primeiro post, ou seja no início do blogue e por isso eu estou aqui...

Gostei de a conhecer e vou regressar porque quero conhecer melhor...

Fique bem e seja feliz.

Saudações do Porto-Portugal

ZezinhoMota

"A Poesia do Zezinho - http://zezinhomota.blogspot.com"
"zezinhodamota@gmail.com"